Newsletters

Email:

Categoria:

Assinar Remover

Notícias
PDF
Imprimir
E-mail

01/08/2011
Dieese contesta Fiesp sobre custo dos encargos sociais no Brasil

Nota técnica do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) sustenta que os encargos sociais no Brasil representam apenas 25,1% da remuneração total do trabalhador.

A nota, publicada no último dia 26, desmente levantamento de instituição norte-americana, divulgado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), que coloca o País entre aqueles de encargos mais caros no mundo.

Segundo o Departamento de Estatística do Trabalho dos EUA, o total de encargos pagos por empresas brasileiras teria chegado a 32,4% dos gastos com pessoal da indústria em 2009.

Como a polêmica ocorre em meio ao debate sobre a desoneração da folha de pagamento, a análise do Dieese é uma importante contribuição para avaliar se de fato a desoneração é indispensável ao aumento da competitividade, do emprego e da formalização nas empresas brasileiras.

O órgão alerta ainda para a necessidade de se observar os possíveis impactos da desoneração nas receitas previdenciárias.

A nota técnica do Dieese também rebate outro argumento corrente nos meios empresariais: o de que o custo dos encargos no Brasil poderia chegar a 102% do salário do trabalhador.

Em 1993, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) dizia que o Brasil tem uma elevada incidência de encargos trabalhistas sobre a folha de pagamento, ou seja, um empregado custa para o empregador duas vezes o valor de seu salário.

1/4 da remuneração
A interpretação adotada pelo Dieese e pesquisadores da Unicamp (Universidade de Campinas) é de que os encargos representam pouco mais de um quarto da remuneração total recebida pelo trabalhador. Grande parcela do que o empresariado costuma chamar de encargo o que na verdade é parte integrante da própria remuneração do empregado.

O empresariado converte em encargos direitos como a remuneração relativa ao repouso semanal, férias mais o adicional de um terço, feriados, 13º salário e aviso prévio em caso de demissão sem justa causa, além de outras despesas. (Fonte: Portal Vermelho)

Leia aqui a íntegra da nota técnica







Mais Informações

2ª via da carteirinha

Solicitação de 2ª via da carteirinha de sindicalizado. É necessário levar 1 foto 3x4 recente na sede do Sindicato.

Formulário de Solicitação clique aqui!

Horário de Atendimento

Segunda a sexta-feira, das 9h às12h e das 14h às 18h.

Informações via email clique aqui!

Atualização de Dados

Para que você possa estar sempre informado e receber nossas notícias é necessário atualizar online os seus dados cadastrais sempre que houver alguma mudança.

Clique aqui para atualizar seus Dados!

Número de Visitantes

Prezado visitantes agradecemos seu acesso em nossa página! Seja bem-vindo(a) sempre que necessário.



Usuários online 1241637 Total de Visitas