Newsletters

Email:

Categoria:

Assinar Remover

Notícias
PDF
Imprimir
E-mail

09/07/2010
Ficha Limpa preenche lacuna da reforma política, diz líder do PT na Câmara

O líder da bancada do PT na Câmara, deputado Fernando Ferro (PE), elogiou a decisão do ministro Carlos Ayres Britto, presidente em exercício do Supremo Tribunal Federal (STF), de negar liminares a políticos que tentavam driblar a Lei do Ficha Limpa.

De acordo com o líder petista, o ministro age corretamente ao barrar as candidaturas dos fichas sujas.

"Nossa compreensão é que isso é uma contribuição para a qualidade da política", defendeu.

A Lei do Ficha Limpa foi sancionado pelo presidente Lula em junho deste ano e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou que a lei valeria já nas eleições deste ano.

Segundo Fernando Ferro, as liminares foram negadas com base em uma emenda feita por ele ao projeto do Ficha Limpa. "Apenas um colegiado pode suspender a inelegibilidade", explicou Ferro.

"Essa emenda atribui ao colegiado do STF a responsabilidade de liberar o direito de participação nas eleições de um candidato considerado inelegível pelo Ficha Limpa", explicou.

Apesar de ser favorável à interpretação do ministro Ayres, Ferro avalia que as interferências do judiciário no processo eleitoral só ocorrem em virtude da incapacidade do Congresso de aprovar uma reforma política.

"O Ficha Limpa se constituiu numa ausência do parlamento na importante tarefa de promover uma ampla reforma política. Devido a isso, o judiciário acaba atuando nesta área, fazendo o papel que caberia ao legislativo", ponderou.

A decisão do ministro Ayres deixou incerto o destino dos fichas sujas que pretendiam garantir na justiça candidatura para as eleições deste ano.

Isso porque, precedente já havia sido aberto pelos também ministros da Suprema Corte, Gilmar Mendes e Dias Toffoli.

Na última semana eles concederam duas liminares que garantiram a candidatura de políticos com condenações na Justiça.

Ayres Britto, que foi um dos defensores da Lei do Ficha Limpa enquanto esteve na Presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), fica na Presidência interina do STF até o próximo 15 de julho.

Até lá, todos os pedidos de liminar serão julgados por ele. Mas o prazo final para o registro termina esta semana.

Na avaliação de Ayres Britto, os políticos com ficha suja que não conseguirem uma liminar para garantir a candidatura terão que aguardar até o fim do recesso do Judiciário, que termina no próximo dia 2 de agosto.

Para o ministro, só com a corte completa os pedidos dos políticos com ficha suja devem ser julgados. (Fonte: Agência Informes)






Mais Informações

2ª via da carteirinha

Solicitação de 2ª via da carteirinha de sindicalizado. É necessário levar 1 foto 3x4 recente na sede do Sindicato.

Formulário de Solicitação clique aqui!

Horário de Atendimento

Segunda a sexta-feira, das 9h às12h e das 14h às 18h.

Informações via email clique aqui!

Atualização de Dados

Para que você possa estar sempre informado e receber nossas notícias é necessário atualizar online os seus dados cadastrais sempre que houver alguma mudança.

Clique aqui para atualizar seus Dados!

Número de Visitantes

Prezado visitantes agradecemos seu acesso em nossa página! Seja bem-vindo(a) sempre que necessário.



Usuários online 963075 Total de Visitas