Newsletters

Email:

Categoria:

Assinar Remover

Notícias
PDF
Imprimir
E-mail

26/05/2009
Bancos ampliam crédito, aumentam prazos e reduzem juros

Clientes do Banco do Brasil e do Bradesco que necessitarem de crédito encontrarão, a partir desta segunda-feira (25), condições mais favoráveis, segundo anunciado pelas duas instituições.

No Banco do Brasil, além da ampliação dos limites de crédito para 10 milhões de clientes pessoa física, proporcionada pelo aporte de R$ 13 bilhões para a realização deste tipo de operação, os clientes contarão com a redução das taxas de juros de diversas modalidades.

O crédito consignado, por exemplo, passa a oferecer taxas a partir de 1,62% ao mês, sendo que, para os beneficiários do INSS, os juros ficaram ainda mais baixos, com taxas mensais a partir de 1,58%.

Outras linhas
Na linha branca, a taxa mínima é de 1,99% e a máxima caiu de 3,23% ao mês para 2,89%. O financiamento para material de construção também sofreu redução no intervalo das taxas, passando de 1,74% a 3,23% a.m. para 1,69% a 2,89% a.m.

O banco ainda promoveu reduções no BB Crediário, linha de crédito destinada ao financiamento de bens e serviços, pagamentos de contas e impostos (taxa mínima de 2,57% para 2,29% e máxima, de 3,39% para 2,99%), e no crédito para a aquisição de veículos (de 1,31% a 2,63% a.m para 1,22% a 2,44% a.m).

"A partir de hoje, esses clientes já tiveram elevação automática no limite pré-aprovado em diversas linhas de crédito sem que esse movimento implique aumento de risco adicional para o BB. Vamos emprestar mais e baratear crédito com menor risco", explica o vice-presidente de crédito e controladoria da instituição, Ricardo Flores.

Bradesco
O Bradesco, por sua vez, anunciou a ampliação do prazo de financiamento da casa própria de 25 para 30 anos em todas as modalidades enquadradas no SFH (Sistema Financeiro de Habitação).

Assim como o Banco do Brasil, a entidade também promoveu cortes nas taxas de juros de algumas modalidades. Nos contratos pós-fixados para imóveis novos ou usados com valor de avaliação de até R$ 120 mil, a taxa de juros passa de 10% para 8,9% ao ano, ou 0,7% ao mês mais a variação da TR.

Já nos imóveis com valores entre R$ 120 mil e R$ 500 mil, a taxa caiu de 11% para 10,9% ao ano, mais a variação da TR. Segundo o Bradesco, o comprador poderá financiar até 80% do valor de venda ou avaliação da propriedade, desde que o comprometimento da renda líquida não ultrapasse 30%.

O banco ainda diminuiu os juros da carteira de imóveis comerciais para pessoa física, que atingiu 14% ao ano mais a variação da TR, contra 16% praticados anteriormente.

Crédito
Nos três primeiros meses deste ano, a carteira de crédito total do Banco do Brasil superou os R$ 254 bilhões, com crescimento de 41,3%, em 12 meses, e de 7,3%, se comparada à do último trimestre de 2008. Desse total, informa o banco, R$ 61,1 bilhões correspondem ao crédito para pessoa física.

Já o Bradesco, nos últimos 12 meses, realizou financiamentos da ordem de R$ 5,1 bilhões somente em crédito imobiliário, o equivalente a 40.880 residências. Entre janeiro e março de 2009, o banco já destinou R$ 654,6 milhões, o que representa cerca de 5.307 imóveis. (Fonte: InfoMoney)







Mais Informações

2ª via da carteirinha

Solicitação de 2ª via da carteirinha de sindicalizado. É necessário levar 1 foto 3x4 recente na sede do Sindicato.

Formulário de Solicitação clique aqui!

Horário de Atendimento

Segunda a sexta-feira, das 9h às12h e das 14h às 18h.

Informações via email clique aqui!

Atualização de Dados

Para que você possa estar sempre informado e receber nossas notícias é necessário atualizar online os seus dados cadastrais sempre que houver alguma mudança.

Clique aqui para atualizar seus Dados!

Número de Visitantes

Prezado visitantes agradecemos seu acesso em nossa página! Seja bem-vindo(a) sempre que necessário.



Usuários online 898520 Total de Visitas