Newsletters

Email:

Categoria:

Assinar Remover

Notícias
PDF
Imprimir
E-mail

17/10/2012
Eleições 2012: em 17 capitais brasileiras haverá segundo turno

A propaganda em rádio e TV começou nesta segunda-feira (15) em 50 municípios com mais de 200 mil habitantes onde haverá segundo turno. Dentre esses, há 17 capitais onde a eleição só termina no dia 28 de outubro.

O PT é favorito em três capitais. PSDB, PSB e PDT são os favoritos em duas capitais cada, enquanto PP, PSD, PTC, PSol e PPS largam na frente em uma capital.

Dos embates do segundo turno, os mais importantes acontecerão em São Paulo, onde o tucano José Serra enfrenta o petista Fernando Haddad, e em Salvador, o democrata ACM Neto disputará com o petista Nelson Pellegrino. (Com Arko Advice)

Acompanhe, por região do País, as capitais onde a disputa continua.

Região Norte
Dentre os estados da região Norte, em cinco haverá segundo turno: Belém (PA), Macapá (AP), Manaus (AM), Porto Velho (RO) e Rio Branco (AC).  

Em Belém, a disputa se dá entre o ex-prefeito Edmilson Rodrigues (PSol), que obteve no primeiro turno 32,58% dos votos, contra o deputado federal Zenaldo Coutinho (PSDB), que captou 30,67% dos sufrágios. Com apoio do governador Simão Jatene (PSDB), Coutinho é o favorito na disputa.

Em Macapá, a disputa se dá entre o atual prefeito Roberto Góes (PDT) e Clésio Luis (PSol), que tiveram no primeiro turno 40,18% e 27,89% dos votos, respectivamente. Apesar da larga vantagem, o favorito é o candidato do PSol em razão do desgaste do atual prefeito, que responde processo na Justiça resultado de investigações de desvio de verbas públicas no valor de R$ 1 bilhão no governo do Amapá na Gestão Waldez Góes (PDT) com extensão na prefeitura de Macapá.

Em Manaus, a disputa reprisa a eleição de 2010 quando a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB) bateu Artur Virgílio (PSDB), que concorria à reeleição. Virgílio obteve no primeiro turno 40,55% dos votos e Grazziotin ficou com 19,95%. O tucano é o favorito para o segundo turno, pois a ampla vantagem obtida no primeiro turno é muito difícil de ser tirada em apenas 15 dias de campanha.

Em Porto Velho, os deputados Lindomar Garçon (PV) e Mauro Nazif (PSB) disputam o segundo turno. Garçon obteve 24,76% dos votos e Nazif 18,99%. O cenário está indefinido. Não há favoritos.

Rio Branco reproduz a polarização nacional entre petistas e tucanos. Marcus Alexandre (PT) ganhou no primeiro com 48,40% dos votos, contra Tião Bocalom (PSDB) que saiu das urnas com 43,85%. O petista é favorito, pois têm o apoio do atual prefeito Raimundo Angelim, e pelo governador do Acre, Tião Viana, ambos do PT.

Região Sul
Duas capitais da região Sul terão segundo turno: Curitiba e Florianópolis. Em Curitiba, a disputa é entre o deputado Ratinho Júnior (PSC), que obteve no primeiro turno 34,09% dos votos válidos, e o ex-deputado Gustavo Fruet (PDT), que obteve 27,22% dos sufrágios. Fruet é o favorito, pois tem apoio do PT e os eleitores do atual prefeito Luciano Ducci (PSB), candidato derrotado, estão mais próximos do pedetista.

Em Florianópolis, disputam o segundo turno o deputado estadual César Souza Júnior (PSD), que no primeiro turno teve 31,68% dos votos, e o deputado federal Gean Loureiro (PMDB). No turno suplementar, Souza Júnior é o favorito, pois conta com o apoio do governador Raimundo Colombo (PSD).

Região Sudeste
A disputa mais importante, com reflexos para o pleito de 2014, se da na região Sudeste, mais especificamente em São Paulo. No segundo turno, o embate é entre José Serra (PSDB) e Fernando Haddad (PT). O primeiro teve 30,75% dos votos válidos, contra 28,98% do segundo colocado. Haddad é o favorito. Na primeira pesquisa Datafolha para o segundo turno Haddad saiu na frente com 11 pontos de diferença. Ele tem 48% de intenções de voto, contra 37% do tucano.

Em Vitória, os contendores são o deputado estadual Luciano Rezende (PPS), que obteve 39,14% no primeiro turno, e Luiz Paulo (PSDB), que já foi prefeito de Vitória por dois mandatos (1996-2004) recebeu 36,69% dos votos. O favorito na disputa é Luciano Rezende, que tem 56,8%, e Luiz Paulo, 30,8%, diz instituto Futura.

Região Centro-Oeste
Duas capitais da região terão segundo turno: Campo Grande (MS) e Cuiabá (MT). Em Campo Grande, o deputado estadual Alcides Bernal (PP) obteve no primeiro turno 40,18% dos votos, contra o deputado federal Edson Giroto (PMDB), que saiu das urnas com 27,99% dos votos. O favorito é Bernal, que além da ampla diferença, tem apoio do PT, PSDB, PSD, PV. O candidato do PP aparece na liderança da disputa do segundo turno, com 33,4 pontos percentuais de vantagem para o peemedebista. Segundo pesquisa do DATAmax, a primeira do instituto para esta fase da eleição, Bernal possui 60,7%, e Giroto, 27,3%.

Em Cuiabá, o empresário Mauro Mendes (PSB) e o médico Lúdio Cabral (PT) disputam o segundo turno. Mendes obteve no primeiro turno 43,96% dos votos válidos e Cabral 42,27%. Cabral é o favorito no segundo turno. Na primeira pesquisa de intenções de votos para o segundo turno, Cabral está na frente com 47% do eleitorado pesquisas contra 41% de Mendes (PSD). É o que informa o Instituto Gazeta Dados em pesquisa divulgada nesta segunda-feira (15) pelo jornal A Gazeta.

Região Nordeste
Das oito capitais da região seis realizarão segundo turno: Fortaleza (CE), João Pessoa (PB), Natal (RN), Salvador (BA), São Luis (MA) e Teresina (PI).

Em Fortaleza, a disputa é entre deputado estadual Elmano Freitas (PT), que é apoiado pela atual prefeita Luizianne Lins (PT). Ele teve no primeiro turno 25,44% dos votos, e o também deputado estadual Roberto Cláudio (PSB) (23,32%), apoiado pelo governador Cid Gomes (PSB). E por esta razão é o favorito no segundo turno.

Em João Pessoa, PT e PSDB disputam o segundo turno com o deputado estadual Luciano Cartoxo, que obteve nas urnas 38,32% dos votos, e o senador Cícero Lucena (20,27%), respectivamente.  Cartaxo é o favorito. Pesquisa Ibope aponta vantagem de 42% a 31% do petista.

Em Natal, o advogado Carlos Eduardo (PDT), que já foi prefeito da cidade (2002-2004) disputa com o deputado Hermano Morais (PMDB). O pedetista teve no primeiro turno 40,42% dos votos, contra 23,01% do pemedebista. O pedetista é favorito.

Em Salvador, dois deputados federais disputam o Poder Executivo da capital baiana: ACM Neto (DEM) e Nelson Pellegrino (PT). No primeiro turno Neto ganhou com 40,17% dos votos, contra 39,73% de Pellegrino. A disputa está acirradíssima e não há favorito.

Em São Luis, o atual prefeito João Castelo (PSDB) disputa a reeleição com o deputado federal Edivaldo Holanda Júnior (PTC). Castelo foi para o segundo turno com 30,60% dos votos válidos, contra 36,44% de Holanda Júnior, que é favorito no certame complementar.

Em Teresina, o deputado estadual Firmino Filho (PSDB) disputa com o atual prefeito Elmano Férrer (PTB). No primeiro turno o tucano obteve nas urnas 38,77% dos votos, contra 33,14% do petebista. A disputa está muito acirrada e não há favorito.







Mais Informações

2ª via da carteirinha

Solicitação de 2ª via da carteirinha de sindicalizado. É necessário levar 1 foto 3x4 recente na sede do Sindicato.

Formulário de Solicitação clique aqui!

Horário de Atendimento

Segunda a sexta-feira, das 9h às12h e das 14h às 18h.

Informações via email clique aqui!

Atualização de Dados

Para que você possa estar sempre informado e receber nossas notícias é necessário atualizar online os seus dados cadastrais sempre que houver alguma mudança.

Clique aqui para atualizar seus Dados!

Número de Visitantes

Prezado visitantes agradecemos seu acesso em nossa página! Seja bem-vindo(a) sempre que necessário.



Usuários online 1044868 Total de Visitas