Newsletters

Email:

Categoria:

Assinar Remover

Notícias
PDF
Imprimir
E-mail

27/08/2012
Governo gasta R$ 196 bi com bancos e apenas R$ 4,7 bi de investimento até junho

Há tanta confusão no ar (e até nos aeroportos) que é difícil prestar atenção em todas, isto é, em todas que têm alguma importância. Nos últimos dias, deixamos de lado a grita em torno do “superávit primário”.

Talvez porque essa grita seja algo esquisita: o governo superou a meta do primeiro semestre, para essa reserva destinada a juros, em mais de R$ 1,2 bilhão (R$ 48.085.318.000 para uma previsão de R$ 46.813.025.000; NOTA: trata-se, aqui, do superávit primário do governo central - soma dos resultados do Tesouro Nacional, Previdência e Banco Central - e não do conjunto do setor público, que inclui governos estaduais, municipais e as estatais).

Por que, então, os bancos – e sua mídia – estão reclamando e prevendo, se não houver “correção”, terríveis consequências econômicas para o país?

Os bancos não conseguiram extrair, via “superávit primário”, o mesmo que no ano passado (R$ 55.993.750.000) - e isso foi o suficiente para desencadear o terrorismo midiático-financeiro. Como se sabe, o mundo vai acabar no dia em que o governo não drenar os recursos da população para os bancos...

Trata-se de uma questão de princípio da agiotagem: sempre achacar o máximo possível - e sempre mais.

Porém, prestemos atenção nas tabelas desta página, copiadas inteiramente de dois relatórios do Tesouro (cf. STN, RREO, junho de 2012 e RREO, junho de 2011).

Na segunda coluna da primeira tabela, está o que foi efetivamente pago pelo governo no primeiro semestre deste ano (ao todo, R$ 822,210 bilhões).

Os bancos receberam, em dinheiro, no primeiro semestre, R$ 61,961 bilhões em juros e R$ 134,465 bilhões em amortizações (sem contar o refinanciamento ou rolagem da dívida, que não é em dinheiro, mas em títulos).

Portanto, somadas essas duas parcelas, os bancos receberam, em dinheiro, R$ 196,426 bilhões – nada menos que 23,89% do total que foi pago pelo governo no primeiro semestre. Se contarmos também os R$ 186,902 bilhões de rolagem (refinanciamento), a parte dos bancos chegaria a R$ 383,328 bilhões, ou seja, 46,62% dos gastos do governo no primeiro semestre deste ano.

Observemos que isto aconteceu apesar de, em valores correntes, o governo ter gasto -7,93% em juros que no mesmo período do ano passado (ver segunda tabela, última coluna).

Mas, se o pagamento de juros diminuiu quase 8%, a amortização em dinheiro subiu +208,78%.

Na prática, isso fez com que o gasto do governo com os bancos, em dinheiro, aumentasse R$ 85,578 bilhões (de R$ 110,848 bilhões em janeiro-junho de 2011 para  R$ 196,426 bilhões em janeiro-junho de 2012).

Apesar da queda no superávit primário, da queda na rolagem (-26,51%) e da queda no gasto com juros...

Investir
Existe algo inestimável em não ignorar as confusões a que aludimos acima: descobrir coisas que antes não sabíamos.

É verdade que, nesse caso, já tocamos no assunto algumas vezes, mas sempre é bom (ainda que triste) constatar sua verdade.

A verba para investimentos efetivamente liberada no primeiro semestre foi 0,58% do total pago – e apenas 5,3% da verba anual aprovada pelo Congresso. Em dinheiro, o Congresso autorizou investimentos orçamentários de R$ 90,073 bilhões, mas foram liberados apenas R$ 4,774 bilhões.

E foi melhor que o ano passado: no primeiro semestre de 2011, os investimentos foram apenas 0,38% do total pago – e 4,47% do que foi aprovado pelo Congresso.

Enquanto isso, o crescimento do país caía de 7,5% (2010) para (talvez) 1,5% este ano – mas ouvimos um bocado sobre a importância do investimento, sobre como não é possível aumentar os funcionários por causa do investimento, etc., etc., etc. & mais etc., etc. (Fonte: Hora do Povo)







Mais Informações

2ª via da carteirinha

Solicitação de 2ª via da carteirinha de sindicalizado. É necessário levar 1 foto 3x4 recente na sede do Sindicato.

Formulário de Solicitação clique aqui!

Horário de Atendimento

Segunda a sexta-feira, das 9h às12h e das 14h às 18h.

Informações via email clique aqui!

Atualização de Dados

Para que você possa estar sempre informado e receber nossas notícias é necessário atualizar online os seus dados cadastrais sempre que houver alguma mudança.

Clique aqui para atualizar seus Dados!

Número de Visitantes

Prezado visitantes agradecemos seu acesso em nossa página! Seja bem-vindo(a) sempre que necessário.



Usuários online 951208 Total de Visitas