Newsletters

Email:

Categoria:

Assinar Remover

Notícias
PDF
Imprimir
E-mail

08/08/2012
CONTEE repudia Programa de Estímulo à reestruturação e ao fortalecimento das Instituições de Ensino

Mais uma vez as Instituições privadas de Ensino Superior foram beneficiadas e socorridas pelo Governo Federal, agora por meio da aprovação, ocorrida no dia 18 de julho, da Lei Nº 12.688, que possibilita a quitação de até 90% das dívidas tributárias federais desses estabelecimentos através da oferta de bolsas de estudo do Programa Universidade para Todos (ProUni). A medida, prevista no Programa de Estímulo à reestruturação e ao fortalecimento das Instituições de Ensino Superior (Proies) – que propõe a troca de R$ 15 bilhões em dívidas por cerca de 560 mil bolsas de estudo, a serem oferecidas nos próximos 15 anos – é vista como extremamente negativa pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino – CONTEE. A entidade repudia a opção continuada de transferência de recursos públicos para o setor privado de ensino – alvo de críticas contundentes por oferecer, em muitos casos, ensino de qualidade rebaixada, constituindo-se como verdadeiras fábricas de diplomas. A CONTEE também se opõe à premiação, via moratória de dívidas federais, de estabelecimentos que não honram suas obrigações fiscais. É importante destacar que parte das IES que poderão se beneficiar do Programa é alvo de constantes denúncias dos trabalhadores, em função da precarização do trabalho, da desvalorização de seus profissionais, da ausência de democracia interna, entre outras questões estruturais e politico-pedagógicas. Na opinião da Confederação, ainda que o Programa Universidade Para Todos tenha possibilitado o acesso de estudantes oriundos de escolas públicas ao ensino superior, a partir da oferta de vagas financiadas pelo governo federal em instituições privadas, vale ressaltar que o ProUni pressupõe caráter afirmativo e emergencial, não devendo estabelecer-se como política pública. Sendo imprescindível, portanto, o investimento público na educação pública, por meio da expansão de vagas nas universidades federais. Como agravante, foi vetada pela Presidência da República, na referida Lei, a proibição de adesão de IES com fins lucrativos, controladas por pessoa jurídica ou física não sediada ou não residente no Brasil – impedimento presente no texto original enviado para sanção. A posição acaba, assim, por favorecer os conglomerados educacionais mercantilistas, financiados pelo capital especulativo internacional, aprofundando o processo de desnacionalização da educação brasileira – que coloca em risco o rumo do desenvolvimento nacional e a soberania do País. Contee






Mais Informações

2ª via da carteirinha

Solicitação de 2ª via da carteirinha de sindicalizado. É necessário levar 1 foto 3x4 recente na sede do Sindicato.

Formulário de Solicitação clique aqui!

Horário de Atendimento

Segunda a sexta-feira, das 9h às12h e das 14h às 18h.

Informações via email clique aqui!

Atualização de Dados

Para que você possa estar sempre informado e receber nossas notícias é necessário atualizar online os seus dados cadastrais sempre que houver alguma mudança.

Clique aqui para atualizar seus Dados!

Número de Visitantes

Prezado visitantes agradecemos seu acesso em nossa página! Seja bem-vindo(a) sempre que necessário.



Usuários online 1045102 Total de Visitas