Newsletters

Email:

Categoria:

Assinar Remover

Notícias
PDF
Imprimir
E-mail

25/06/2012
À espera do veredicto do Mercosul

MENDOZA, Argentina, e BRASÍLIA — Na última segunda-feira, técnicos da Chancelaria paraguaia chegaram a Mendoza para as reuniões preliminares da cúpula de presidentes do Mercosul, que começa oficialmente nesta quinta-feira. Apesar de Brasil, Argentina e Uruguai não terem reconhecido a Presidência de Federico Franco, o Paraguai imaginou que seus negociadores poderiam, ao menos, acompanhar as discussões. Para sua surpresa, porém, foram “amigavelmente convidados a retornar a seu país”.
Pela primeira vez na História do Mercosul, um dos quatro países fundadores do bloco foi excluído de uma cúpula, na qual nesta quarta-feira reinava um clima de absoluta incerteza em relação ao futuro do Paraguai. Até amanhã, o país está suspenso. E as dúvidas sobre sua situação só deverão ser dissipadas em um café da manhã entre os presidentes José “Pepe” Mujica, Dilma Rousseff e Cristina Kirchner.
Uma das possibilidades mais fortes é a de que a suspensão seja prorrogada até as eleições presidenciais paraguaias, em abril de 2013. Fontes dizem que sanções econômicas são improváveis, assim como a expulsão definitiva do país do bloco.
Na quarta-feira, negociadores brasileiros, argentinos e uruguaios avançaram em discussões relacionadas ao caso — como a incorporação plena da Venezuela. A ausência do Paraguai permitirá também a presença, pela primeira vez, de convidados do governo chinês, que têm interesse em aprofundar o vínculo comercial com a região. Até agora, uma aproximação com a China era impedida pela relação entre o Paraguai e Taiwan.
— Nosso Parlamento já se pronunciou e o Brasil, individualmente, apoia o ingresso (da Venezuela) no Mercosul. Quando isso se daria, surge um fato novo, que é a projetada suspensão do Paraguai. É preciso que ela ocorra primeiro, para depois se tomar qualquer atitude em relação ao conjunto de iniciativas do Mercosul — disse o porta-voz do Itamaraty, Tovar Nunes.
Também nesta quarta-feira, o chanceler Antonio Patriota se reuniu com representantes de movimentos sociais, do Parlamento e da sociedade civil, que levaram uma moção de repúdio ao impeachment de Fernando Lugo.
Em Assunção, Lugo espera uma declaração final da cúpula com contundente questionamento à destituição e à legalidade do governo Franco. Mas, ao mesmo tempo, disse ser contrário às sanções, porque elas prejudicariam o povo paraguaio.







Mais Informações

2ª via da carteirinha

Solicitação de 2ª via da carteirinha de sindicalizado. É necessário levar 1 foto 3x4 recente na sede do Sindicato.

Formulário de Solicitação clique aqui!

Horário de Atendimento

Segunda a sexta-feira, das 9h às12h e das 14h às 18h.

Informações via email clique aqui!

Atualização de Dados

Para que você possa estar sempre informado e receber nossas notícias é necessário atualizar online os seus dados cadastrais sempre que houver alguma mudança.

Clique aqui para atualizar seus Dados!

Número de Visitantes

Prezado visitantes agradecemos seu acesso em nossa página! Seja bem-vindo(a) sempre que necessário.



Usuários online 1044876 Total de Visitas