Newsletters

Email:

Categoria:

Assinar Remover

Notícias
PDF
Imprimir
E-mail

26/04/2012
Deputados vão investigar aumentos de 400% nas tarifas bancárias

Os seguidos aumentos registrados nas tarifas bancárias, algumas delas elevadas em mais de 400% no último ano, serão investigados pela Câmara dos Deputados. Atendendo a requerimento do deputado Chico Lopes (PCdoB-CE), a Comissão de Defesa do Consumidor (CDC) da Câmara aprovou, nesta quarta-feira (25), a formação de uma Subcomissão para analisar o tema.

A Subcomissão, que será formada por sete parlamentares, tratará das questões relativas às tarifas e taxas bancárias, em especial os reajustes aplicados nos últimos meses. "Queremos explicações, das instituições financeiras, sobre o aumento das tarifas bancárias, que, segundo matérias veiculadas pela imprensa nacional, continua a acontecer, apesar da regulamentação do Banco Central que limitou o número de tarifas", afirma o deputado Chico Lopes.

"No caso de uma das modalidades de tarifa, a de renovação de cadastro, o aumento em um dos bancos foi de 433%. Isso apenas para que os bancos mantenham atualizadas as informações dos clientes, como endereço, contatos e informações de crédito. Não há justificativa. Vamos cobrar explicações e defender respeito ao consumidor", acrescenta Lopes.

Redução dos juros
Para o deputado, o momento atual, de redução dos juros viabilizada pelo Governo Federal e anunciada pelos bancos, deixa ainda mais clara a necessidade de medidas concretas para redução das tarifas bancárias.
"O governo federal está fazendo a parte dele, reduzindo os juros para buscar mais produção, desenvolvimento e emprego. Os bancos estão fazendo propaganda de que vão também baixar os juros e facilitar a vida dos clientes. Mas, para que isso realmente aconteça, é preciso que as tarifas bancárias também deixem de pesar tanto nessa conta", aponta Chico Lopes.

Histórico
Em 2007 e 2008, o deputado Chico Lopes integrou um Grupo de Trabalho também formado pela Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados. O GT estudou em detalhes as tarifas bancárias e sugeriu diversas medidas para o controle dessas cobranças, em prol do consumidor.

Como resultado, o Conselho Monetário Nacional (CMN) determinou a regulamentação das tarifas bancárias no Brasil. Os bancos foram obrigados a normatizar as tarifas, oferecendo o mesmo tipo de tarifa, com uma nomenclatura padrão, facilitando ao consumidor a comparação entre bancos, e passaram a enfrentar maiores restrições para a criação de novas cobranças.

Com a regulamentação, as tarifas, que chegavam a 70 em alguns bancos, foram limitadas a 30 cobranças padronizadas.

"Não se pode aceitar que, para driblar essas regras que visam proteger o consumidor, os bancos aumentem uma tarifa como essa de cadastro, a esse ponto. Isso revela, na verdade, que outras tarifas, que foram extintas quando dessa regulamentação, estão sendo incorporadas à tarifa de cadastro, com prejuízo para o consumidor", afirma Lopes.

"Vamos investigar em detalhes esse problema e cobrar soluções por parte dos representantes dos bancos. Queremos respeito à lei e ao consumidor". (Fonte: Portal Vermelho)







Mais Informações

2ª via da carteirinha

Solicitação de 2ª via da carteirinha de sindicalizado. É necessário levar 1 foto 3x4 recente na sede do Sindicato.

Formulário de Solicitação clique aqui!

Horário de Atendimento

Segunda a sexta-feira, das 9h às12h e das 14h às 18h.

Informações via email clique aqui!

Atualização de Dados

Para que você possa estar sempre informado e receber nossas notícias é necessário atualizar online os seus dados cadastrais sempre que houver alguma mudança.

Clique aqui para atualizar seus Dados!

Número de Visitantes

Prezado visitantes agradecemos seu acesso em nossa página! Seja bem-vindo(a) sempre que necessário.



Usuários online 1043303 Total de Visitas